É inegável que abrimos mão de muita coisa pela maternidade. São noites sem dormir, cansaço e falta de tempo até para nos cuidarmos.
Que vontade de poder dormir uma noite inteira,  ou quem sabe comer com tranquilidade. Lavar o cabelo então, um momento único e especial né…
Não são só os quilinhos a mais que incomodam… é a falta de tempo para ser mulher.
Quando se é mãe,  automaticamente todos passam a admirar seu filho, e você é “só a mãe”.
Não é por falta de vaidade que não fazemos mais as unhas grandes e bonitas. Eu mesma abdiquei por causa do bebê,  para não arranhá-lo. O cabelo sempre preso é o penteado mais usado, e não é porque é tendência não. É para evitar puxões de cabelo pelo bebê. Ah, e os brincos maravilhosos que você deixou de usar por medo do bebê transformar sua orelha em duas… E tem também o salto poderoso que você ama mas evita usar para não cair com o bebê. E tome rasteirinha né…
Mas apesar de tudo que abrimos mão,  isso é tão pequeno quando vemos o sorriso de um filho. Quando ele dorme tranquilo por que cuidamos dele com amor. Quando dizem só com um olhar que somos o mundo deles. Aí todo o resto fica obsoleto.
Analisando tudo isso,  cheguei a conclusão que se eu não tivesse filhos, eu teria mais tempo para mim. Mas com certeza eu não seria feliz como  sou hoje.
Assim vou do caos ao paraíso em menos de um minuto, curtindo as alegrias e desventuras da maternidade.